LOBA 
(SAPEKA)
Maria Nogueira Martinelli
 
Loba
  Sandra Ravanini
 
 
 
Se a loba que em mim habita,
sair a te procurar,
não tenha medo, reflita...
É noite de luar!!!
 
 
 
Se o uivo da loba atravessa o meio-fio,
corre o cão danado que é hora chegada,
sacia a loba da noite com sua lua no cio.
Abate o prazer pelos campos extenuada!
 
 
Se a loba que mora em mim,
chegar sem avisar,
não fecha a porta , eu vim,
somente pra te amar!!!!
 
 
Se a loba perde o controle e foge de mim,
salto em seu braço beijo sua boca ao luar,
vamos à caça amando no mato e no capim.
É a cheia que instiga o ato até o dia raiar!
 
 
Se essa loba se soltar,
querendo a sua ceia,
ela vai te procurar,
é noite de lua cheia!!!!
 
 
Ah! Se loba deixa na sua pele o seu cheiro,
cuidado seu lobo, é veneno de amor na veia
que jaz para sempre de tal mulher feiticeira.
Se cuida lobisomem, que ela te faz de ceia !

 

 
22/10/2005

 

 

Menu

Criação - ©Copyright 2006 - Machado Web Solutions.