Me entenda amor
 
Maria Nogueira Martinelli
Sapeka
 
 
 
 
Não deixe que o falso brilho do olhar te iluda
Nem pense a ti pertencer os vestígios de dor
São as marcas na alma em linguagem muda
Que apaga em mim a total entrega no amor 
 
 
 
Não pense que o sorriso falso é só pra enganar
Nem ache que a felicidade em mim se apagou
Se as vezes finjo a alegria é por tentar agradar
Um amor que por ti a alma enfim se encantou
 
 
 
Talvez a alma agora devolva o sorriso esquecido
Pois sabe toda a angústia vivida em total solidão
Quem sabe reviva e resgate esse tempo perdido
No amor  que desperta desejo de leve no coração
 
 
Sapeka
http://www.sapekapoesias.com.br/
14/01/2007
 
 
 

BATOM NA BOCA TRISTE

Luiz Poeta ( sbacem-rj ) - Luiz Gilberto de Barros

À 1 h e 20 min do dia 15 de janeiro de 2007 do Rio de Janeiro, especialmente para a poesia de Maria Nogueira Martinelli e para a Arte de Denise Moura.

 

 

 

 

Um riso falso é um batom na boca triste

Que sempre insiste em maquiar a dor da ausência;

E quando um rosto nos sorri sem consistência

Sua aparência é de um amor que nem existe.

 

Um riso falso  é como a deselegância

De uma pessoa que escolhe  a roupa errada

Para uma festa para a qual foi convidada,

Mas é tratada com desprezo e intolerância.

 

A maquiagem do sorriso mais forçado

Só dura o tempo de uma lágrima furtiva;

Basta que o pranto torne a dor bem mais ativa,

 

Para que o riso maquiado, simplesmente,

Se modifique e essa dor intransigente

Mostre o que sente um olhar... desesperado.

 

...

 
 
criação:denise moura
 
 

 

 

 

Menu

Criação - ©Copyright 2006 - Machado Web Solutions.