Até quando?

ontem foram duzentos

talvez mais, talvez menos

hoje é a dor

multiplicada por duzentos

talvez mais, talvez menos

Até quando meu Deus?

lágrimas e o sangue derramado

em fogo que queima a alma

ferida aberta que não cicatriza

Vergonha, medo, tristeza

até quando?



Sapeka

muito triste



18/07/2007





Ninguém sabe...



Até quando, como e por quê

o ser humano tenha tanto a sofrer!

No entanto sabemos de cor e salteado

aquela velha história do tal fardo,

e que dele não se consegue correr!



E há outros dados a considerar...

seria este planeta em que hoje vivemos

A severa escola na qual viemos estudar

as antigas lições que ainda não aprendemos,

até que a palmatória da dor venha nos cobrar?



Pensemos, por certo há uma justiça Suprema

regendo os andares também terrenos

que prende e liberta cada um na sua pena!



Choramos, ah se choramos!...

Os que partem não importa a hora

Se é bom ou ruim, se vai cedo ou demora.

E se a tragédia for código, um sinal de alarme,

Se um bem pra quem vai, se um trato?

Ninguém sabe...

Do que é trágico, do que é certo...

De quão cego é nosso saber feito deserto

que em círculos de escassos sentidos

foi cultivo de medos em geral terror

tanto do vencido quanto do vencedor!



Ah,quando abrirmos os olhos além de "ao redor"

Por dentro e para o alto no sentir mais, e 'não só'...

A semeadura da boa semente em nossos caminhos

Será a colheita das flores em vez dos espinhos.

Marilú Santana

agosto/2007
 

 

Menu

Criação - ©Copyright 2006 - Machado Web Solutions.