Eterno amor
Maria Nogueira Martinelli
(Sapeka)
 
 
Meu tempo e o teu tempo...
Tanta coisa mudou... mas ainda permanece o amor.
Ah! doce, confuso, conflitante e mesmíssimo amor!
Te leva ao céu, te mostra o inferno!
Mantém a chama da vida, fazendo o tempo te dar conta,
que está viva, com tudo o que a vida tem de melhor,
e o que tem de pior.
Mas vale a pena... e como vale!
Vale cada momento!
É verdade... volte ao passado... retorne no tempo...
Lembra?
Aquele momento mágico, maravilhoso, lembra?
Faria tudo de novo, só por aquele momento. Não é verdade?
Faria sim, não mente!
Estou enganada? minto? jura?
Então volte um pouco mais no tempo ...
Lembra?
Aquele tempo em  que estava vazia, nada sentia. Lembra?
Estava morta, não tinha vida.
Até a dor é melhor que nada sentir.
E dor  de amor te mantém viva.
Isso porque a dor é finita, mas o amor é eterno.
Se acabou é porque não era amor.
Na dor você se acostuma, mas no amor você se transforma,
vai se adaptando, lentamente e infinitamente.
Não chore pela dor do amor!
Chore pela falta do amor!
Isso sim, machuca!
Castiga!
Isso sim, pode matar!
Mesmo estando viva!
 
26/10/07
 
*****
 
O amor e a eternidade
(Beatriz por um triz*)
 
Quando se vive um amor
de forma leal e sensata
a vida tem sempre cor
a ferida sangra mas não mata
 
O verdadeiro amor nos torna valentes
para enfrentar o mau tempo e seus vendavais
é como uma forte semente
germinando no solo fértil da paz.
 
Há de se ter cuidado nos dias de desilusão
pois o  amor não é apenas um dia quente
tem dias chuvosos , frios e de decepção.
 
Mas o amor é uma verdade
que não podemos calar ou desconhecer
é nele que se caminha para a eternidade
sem ele não há como viver.
26/10/2007
 
 
 
Imagens: sonja tube
 

 

 

Menu

Criação - ©Copyright 2006 - Machado Web Solutions.