Quem sabe amanhã
Maria Nogueira Martinelli
(Sapeka)
 
 
Quem sabe em um outro dia ...
em outra época e com outra visão
Pudesse eu então abrir o coração!
 
 
Quem sabe do amanhã?
Talvez o dia amanheça claro!
Talvez haja nuvens de esperança!
 
 
Quem sabe então aconteça...
 
 
O futuro é um presente.
Traz respostas de uma vida.
Suaviza todo traço da ferida.
 
 
Quem sabe agora não seja a hora
E o amor que hoje tanto demora
Acalme a dor e a mande embora
 
 
 
Sapeka
26/11/2007
 
A MULHER QUE TE FUGIU
Luiz Poeta
Luiz Gilberto de Barros
Às 17 h e 3 min do dia 24 de dezembro de 2007 do Rio de Janeiro, para a inspiração de Maria Nogueira Martinelli
 
O amanhã é esse hoje que te oferta,
No teu espelho, uma sedutora imagem,
De uma mulher que te fugiu, mas que desperta
No teu olhar, um novo amor, jovem... selvagem...
 
Por uns instantes pareceu-te vê-la... bela...
Te convidando a imaginar sonhos antigos,
E a solidão que repousava dentro dela
Não é a mesma que ocultou-se em vãos abrigos...
 
Não a rejeites, deixa a forma sensual
Dessa mulher que te parece tão real,
Te completar, te seduzir e resgatar
 
Todo o desejo, todo o sonho, todo amor
Que se perdeu desse teu jeito sedutor,
E se escondeu na solidão do teu olhar.
 

 

 

Menu

Criação - ©Copyright 2006 - Machado Web Solutions.